10 Dicas para escolher uma autoescola do bem

10 Dicas para escolher uma autoescola do bem

      Em todos os setores existem legislações específicas que os regulamentam, e no que diz respeito aos Centros de Formação de Condutores não é diferente. Esta fiscalização é necessária para que algumas práticas não canibalizem o mercado e prejudiquem empresários e consumidores, e os principais objetivos do Siprocfc – MG são incentivar as boas condutas de mercado e orientar as autoescolas do Estado a fazerem o mesmo.

        O trânsito depende do respeito e da consciência de cada um de nós, e esta responsabilidade começa dentro das autoescolas, afinal, é onde os futuros condutores aprendem a conduzir um veículo cumprindo toda a legislação de trânsito. Por isso, na hora de escolher um CFC para tirar sua carteira de habilitação, algumas coisas devem ser observadas, incluindo se esta é uma autoescola do bem hein?! Pensando nisso, separamos 10 dicas para te ajudar nesta escolha:

1.  Visite pessoalmente a empresa e conheça sua estrutura.

2. Peça para ver o alvará de funcionamento da autoescola.

3. Desconfie de valores bem abaixo dos praticados no mercado e de vantagens exageradas.

4. Consulte se a empresa está credenciada para oferecer o curso de formação através do site do Detran (https://goo.gl/SCLtkD).

5. Exija contrato de prestação de serviços informando tudo o que foi contratado e estabelecido entre você e a autoescola.

6. Peça detalhes do que está incluso no pacote que contratou e o que ainda deverá ser contratado, como taxas de documentação e provas.

7. Exija que as aulas tenham o tempo estabelecido, ou seja, 50 minutos no caso das aulas de legislação e direção, e 30 minutos de prática no simulador.

8. Valorize as empresas que buscam sempre ministrar aulas dinâmicas e de qualidade.

9. Lembre-se de que as exigências para a obtenção da primeira habilitação, adição ou mesmo mudança de categoria são estabelecidas pelo CONTRAN, e não pelas autoescolas.

10. Identificou? Denuncie as práticas abusivas e ajude a acabar com as más práticas através do Disque Denúncia (181), dos meios de comunicação do Detran-MG ou do Siprocfc-MG.